Crédito rural incentiva pequenas propriedades a ampliar produção
31/08/2018 00:18 em Novidades

O incentivo à educação rural e à assistência técnica para beneficiar pequenos agricultores está em pauta durante a 41ª Expointer. Entre as oportunidades, no Pavilhão da Agricultura Familiar, os empreendedores podem conhecer as facilidades de financiamento para colocar em prática e ampliar os negócios. A maior mostra agropecuária a céu aberto da América Latina se encerra neste domingo (2/9). Exemplo disso é o ipeense Flávio Zampieri, 45 anos, há 30 deles trabalhando com agricultura. Ele assinou, nesta quinta-feira (30), um empréstimo de crédito rural de R$ 19,9 mil para ampliar o negócio de hortigranjeiros da família com a construção de duas estufas. "Nossa propriedade nunca teve grandes investimentos, por isso, resolvi voltar para Ipê e reorganizar o negócio e investir. A primeira ideia foi a de plasticultura, que é um caminho que a maioria dos agricultores orgânicos vem seguindo, pela necessidade de se ter uma proteção contra o sol, que cada vez é mais forte, e eventos climáticos", explicou o produtor. A plasticultura, cultivo agrícola que utiliza plástico nas estufas, é uma das alternativas mais usadas pelos pequenos agricultores que produzem orgânicos. A prática é escolhida pela segurança e garantia de produção de alimentos de maior qualidade, sem qualquer intervenção climática. Outra cooperativa que já possui estufas na propriedade, de Aratiba, na região Norte, conquistou uma quantia de R$ 36 mil em crédito sustentável para construir um quadriciclo, o que deve facilitar o transporte de adubos da propriedade. Estímulo ao produtor Essas linhas de crédito foram garantidas pelas Cooperativas Cresol, um conjunto de associados que alimenta estimula a produção no Rio Grande do Sul e Santa Catarina, que anunciaram, nesta quinta-feira (30), o valor de R$ 1,5 milhão para investimentos sustentáveis dos associados. O crédito rural está presente em cerca de 70 unidades somente no RS. Recentemente, a entidade de 23 anos incorporou um sistema de cooperativas do Nordeste brasileiro. "Nosso principal objetivo é a qualidade de vida dos associados. O crédito é que nem remédio, se der demais pode matar e se der de menos não vai resolver de nada", adverte o presidente da Cresol Central, Rudemar Casagrande. Além do fomento ao crédito rural, a organização distribui sementes crioulas, que são aquelas tradicionais utilizadas pela agricultura familiar e cultivadas sem alteração genética ou aditivos. "Queremos que as pessoas entrem nessa linha de produção de alimentos de qualidade, orgânicos e agroecológicos, mas também financiamos quem faz o convencional. Com a distribuição, a ideia é mostrar pra sociedade que precisamos cuidar das sementes e ter uma relação de qualidade no consumo", reitera Casagrande. Confira os endereços da cooperativa nos municípios Texto: Letícia Bonato Edição: Gonçalo Valduga/Secom Notícias jersei50 30/08/2018 - 18h32min Expointer tem a sua campeã de leite da Raça Jersey Financiamentos auxiliam pequenos produtores a ampliar produção de hortigranjeiros 30/08/2018 - 18h24min Crédito rural incentiva pequenas propriedades a ampliar produção guirlanda100 30/08/2018 - 18h03min Agricultura familiar: 20 anos de uma história de sucesso

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!